Dragão Fashion – dia 4

Look masculino de Ronaldo Silvestre

O estilista mineiro Ronaldo Silvestre, que já fez uma participação especial na Casa de Criadores, trouxe seus “guerreiros à flor da pele” para a passarela do Dragão Fashion. Numa coleção forte, formada predominantemente por looks masculinos, Ronaldo faz um trabalho incrível com tecidos ecológicos ou reciclados, trabalhados de forma artesanal em tingimentos naturais. As cores são o preto e suas vertentes, roxo, crus e tons de folhas com mel. As formas são minimalistas e Ronaldo cria uma imagem de moda masculina inteligente e com muita consistência. Um trabalho que vem amadurecendo a cada coleção e que ainda vai dar muito o que falar.

A marca Didara e suas exuberantes estampas

A estilista e artista plástica Goya Lopes mostrou um desfile vibrante, cheio de cores e estampas, com “cara” bem brasileira para a sua marca Didara. Também não era para menos: a inspiração foi a riquíssima obra de Hélio Oiticica e seus parangolés. Na passarela, caftãs com um delicioso perfume étnico.

Helen Rodel fez um dos desfiles mais bacanas e inteligentes do evento

Aí veio a estilista gaúcha Helen Rodel e fez um desfile daqueles que a gente tem o maior prazer em assistir. Uma coleção inteligente, autoral e, acreditem, feita toda a mão em crochet por ela e mais seis ajudantes. Uma ode à paciência da mulher. Um tributo à moda.

Dona Florinda se inspirou em Frida Kahlo

Com peças inspiradas na artista plástica mexicana Frida Kahlo e na cultura do México, a marca Dona Florinda fez um desfile repleto de referências latinas, com estampas exclusivas, bordados e cores quentes que iam do vermelho ao azul profundo.

Compartilhe: