U+REVIEW_ALE BRITO VERÃO 2012

via @U_MAG

© Felipe Abe

Depois de uma estreia triunfante, as expectativas não eram poucas para o segundo desfile de Alê Brito. Ainda assim, o estilista e clubkid conseguiu mostrar que a segunda vez pode ser muuuito melhor que a primeira. A grande sacada foi a concentração quase que exclusiva em seu ponto forte: a boa e velha jaqueta de motocicleta. Ícone da cultura punk e rock (algo natural para Alê), a peças vêm desconstruídas e reconstruídas nas mais diversas formas. Viram vestidos, maiôs, perdem as mangas, deslocam-se as golas, transformam-se em tubinhos ultra-justos de couro, macacões é até ensaiam uma metamorfose com o smoking.

Aliás, esse flerte com a alfaiataria, tão sensual quando as lapelas aparecem nos maiôs ou fazem as vezes de alças em pseudo-macacões, imprime uma sofisticação extremamente adequada para coleção, e injetam frescor no repertório do estilista que resolveu quase que completamente os problemas de modelagem da temporada passada. Se faltou alguma coisa? Aquele bom masculino que se destacou no inverno 2011. Mas isso, se resolve depois.

VEJA AQUI AS FOTOS DO DESFILE ALE BRITO VERÃO 2012

+ umagmag.com

Compartilhe: