U+REVIEW: Arnaldo Ventura inverno 2012

via @U_MAG

© Felipe Abe

As luzes se apagam e começa uma movimentação no palco. Sobe um gongo, tambores e outros instrumentos de percussão orientais. O circo de Arnaldo Ventura vai se armando. Acontece que, ao ascender as luzes, ninguém estava muito preparado para aquele tapa na cara da sociedade (fashion): um exército de modelos vestidas com segundas-peles de estampas tribais sob peças de lã bege numa alfaiataria militar toda desconstruída. #PAH!

É assim, abrindo seu desfile com uma das imagens mais impactantes de todo o evento, que Arnaldo se mostra como umas principais revelações desta 30ª Casa de Criadores. É verdade que ele já havia se provado um estilista de mão cheia, principalmente em seu verão 2012. Sua alfaiataria de pegada militar, sua desconstrução, recortes e experimentações com modelagens já vinham colhendo bons frutos, porém com todo drama da apresentação + edição precária (tudo longo demais, sem coesão), sua força acabava de diminuída e ofuscada. Mas agora, sem deixar de lado a teatralidade que lhe é tão peculiar, o estilista acerta a mão na apresentação mostrando não só uma de suas melhores coleções, como uma das melhores dentro de toda essa edição.

De forma coesa e objetiva, o estilista fala de uma tal vontade oriental _daí os florais e dobraduras e amarrações_ porém 100% imersa no seu universo meio militar, meio alfaiataria. E é esta que se destaca, com tudo, mas tudo mesmo, meio fora do lugar, reposicionado, retorcido, recortado, desmontado, deslocado. E ainda com um nível de acabamento e complexidade técnica impressionantes. Surge assim, sempre focado na base e elementos do paletó, inúmeras e indescritíveis variedade de peças que falam de um étnico global, superatual e relevante, de uma sofisticação e força incrível.

Assim, com imensa maturidade _e um gigantesco salto de evolução_ Arnaldo Ventura abalou as bases da Casa de Criadores, mostrando todo seu potencial criativo e comercial numa apresentação que fez muita gente se ajeitar na cadeira e prestar atenção de modo como pouquíssimas outras coleção conseguiram fazer.

+ Veja fotos do desfile de inverno 2012 de Arnaldo Ventura

 

 

Esta crítica é assinada pela equipe da revista U-MAG, que teve autonomia e liberdade total para criticar todos os desfiles. Suas opiniões não refletem, necessariamente, as mesmas do evento.

 

Veja o vídeo abaixo

Compartilhe: