U+REVIEW: Jadson Raniere inverno 2012

via @U_MAG

© Felipe Abe

Tenho certas implicância com a máxima do “menos é mais”, mas há de se reconhecer que, no caso do inverno 2012 de Jadson Raniere, menos realmente é mais. Muito mais. Não que ele tenha apresentado uma coleção minimalista, mas havia ali uma vontade de roupa mesmo (e de ganhar dinheiro com elas $$$), sem desdobramentos cerebrais ou viagens futurista como já aconteceu em outras coleções. E tudo isso ainda com uma imagem extremamente forte e cheia de identidade. Para resumir, sua melhor coleção dentro da Casa de Criadores até agora.

O tema, se é que pode-se chamar isso de tema, é a alfaiataria, elemento chave de seu trabalho. Só que aqui ela vem meio do avesso, recortada, desconstruída, de dentro para fora. Mas não com cara de coleção de formatura, mas, sim, com modelagem e acabamentos bastante refinados e de uma sofisticação, assim, meio de nos deixar meio #bege. Meio roupa de festa, mas com algo de cotidiano. É assim quando o forro de cetim aparece do lado de fora do blazer, mas sua lapela vem decorada com pele de raposa, ou então quando aplica as barras do paletó no cós da bermuda, ou quando parte de baixo e de cima se unem em macacões ou vestidos de uma certa praticidade bem interessante. Se tinha algo fora do lugar, podemos dizer que os tricôs e os babados do final. Com uma coleção poderosa, essas vontades de pura expressão de imagem de moda acabam meio sem sentido e pesando na edição final.

Esta crítica é assinada pela equipe da revista U-MAG, que teve autonomia e liberdade total para criticar todos os desfiles. Suas opiniões não refletem, necessariamente, as mesmas do evento.

Veja o vídeo abaixo

 

Compartilhe: