Para a coleção de verão 2015 “Fim, começo e meio”, o designer reforça sua proximidade com conceitos opostos, que fazem as pazes em seus desenhos e que juntos promovem transformações. O estilo hippie americano em oposição à guerra do Vietnã e os tropicalistas brasileiros dos anos 1970 se unem a peças e tecidos militares. O fetichismo dos corsets é aliado da garota comportada.

O streetwear cool, tônica da coleção, traz referências de alfaiataria que Anderson Tomaz carrega por ter trabalhado com nomes que não trabalham com essa vertente, como Fernanda Yamamoto e André Lima. Peças originais dos anos 1970 garimpadas em brechós brasileiros, da Califórnia e da França são usadas no desfile. A coleção, aliás, nasceu a partir de um blazer da fanfarra militar de Paris que Anderson comprou em um brechó na França.

Compartilhe: