Playlist da semana! De Frank Ocean a Lady Gaga: os 5 discos que movimentaram 2016 até agora!

O ano nem acabou, mas já é um dos melhores dos últimos tempos para a música. O tão aguardado segundo álbum do rapper Frank Ocean, o hypado “Lemonade” de Beyoncé, o retorno de Lady Gaga à música pop, Garbage, Kanye West, Metronomy, Rihanna, Blood Orange, Drake, Bon Iver, Britney Spears… Esses são alguns dos discos que movimentaram a cena até agora. Abaixo, alguns dos melhores lançamentos pra você adicionar na playlist.

“Hopelessness”, Anohni
Anohni é o novo projeto musical da cantora transgênero Antony Hegarty, que começou na música como Antony and the Johnsons nos anos 90. O álbum “Hopelessness”, lançado neste ano, é poético, visceral e emotivo. Como os trabalhos passados de Antony, suas novas músicas trazem crítica e arte para o cenário social atual.

“Blonde”, Frank Ocean
Sucessor do aclamado “Channel Orange”, “Blonde” demorou quatro anos pra sair do papel e chegar às lojas. Acompanhado de uma revista, “Boys Don’t Cry”, que conta a história do disco, além de letras e curiosidades, o novo CD de Frank Ocean foi todo produzido pelo músico e conta com participações de Beyoncé, Andre 3000 e Yung Lean.

“Lemonade”, Beyoncé
Com o sucesso do homônimo “Beyoncé”, lançado em 2013, a cantora norte-americana embarcou de vez na ideia de um álbum visual. Levantando bandeiras e questionamentos sobre o racismo e o empoderamento feminino, “Lemonade” é um filme musical de alta qualidade, que se completa a cada música. Colaborando com Bon Iver, Kendrick Lamar e James Blake, o disco é ode à música negra e traz Beyoncé em sua melhor forma musical.

*“Lemonade” está disponível para stream no Tidal, e você pode comprar o álbum aqui.

“Joanne”, Lady Gaga
Se aventurando pelo jazz e lançando sua carreira de atriz em “American Horror Story”, Lady Gaga volta ao pop com seu quinto álbum de estúdio, “Joanne”. Sem perucas e roupas extravagantes, ela aposta no vocal, composição e produção de qualidade das músicas. Com colaborações de Mark Ronson, Beck, Florence Welch e Father John Misty, o álbum encontra espaço e já agrada mais que seu antecessor, “ARTPOP”.

“22, A Million”, Bon Iver
Depois de participação inesperada com Beyoncé, o cantor norte-americano Bon Iver lançou seu terceiro álbum de estúdio, intitulado “22, A Million”. Pendendo para o lado “elétrico”, o disco mostra um novo artista, que iniciou sua carreira na música folk.

Compartilhe: