No Dia do Meio Ambiente, uma fast-fashion de Los Angeles que adotou modelo sustentável

A introdução de processos sustentáveis em empresas de médio e grande porte é assunto dos mais comentados hoje em dia. Não só pelos ambientalistas, mas por todos que sabem da necessidade imediata da adoção de processos que parem de agredir o meio ambiente. Por isso, no Dia do Meio Ambiente (5/06), a Casa de Criadores apresenta um projeto que vale a pena conhecer e se inspirar.

Look book da coleção de verão 2017 da Reformation || Créditos: Divulgação

Look book da coleção de verão 2017 da Reformation || Créditos: Divulgação

Em um mercado extremamente dinâmico, onde marcas vão do topo à falência com muita rapidez, a Reformation aceitou o desafio de produzir moda sustentável e nos moldes de uma fast-fashion. E a forma que encontrou de fazer isso foi aproximando ao máximo seus clientes de seus produtos/produção. Em novembro de 2016 inaugurou em Los Angeles uma fábrica onde consegue produzir 80% de toda a sua mercadoria. Graças a esta alta porcentagem, o tempo de criação até a distribuição dos produtos às lojas e ao e-commerce foi reduzida para apenas quatro semanas – processo que antes levava de 6 a 8 semanas.

Fábrica da Reformation em Los Angeles || Créditos: Reprodução

Fábrica da Reformation em Los Angeles || Créditos: Reprodução

As lojas da marca – seis no total – têm conceito tecnológico que, por meio de telas digitais com recurso chamado “guarda-roupa mágico”, permitem que a marca classifique a variedade de produtos à venda de acordo com sua performance de varejo, e envie informações à fabrica em tempo real. Desta forma, a marca pode mudar sua produção em curto período de tempo à medida que a demanda do consumidor muda também.

Atmosfera da loja de Los Angeles da Reformation || Créditos: Divulgação

Atmosfera da loja de Los Angeles da Reformation || Créditos: Divulgação

A Reformation foi fundada com investimento de US$ 12 milhões em 2008 e em 2014 bateu a marca de US$ 25 milhões em sua receita anual. Atualmente possui cerca de 300 funcionários e ostenta o certificado B-corps – identificação de empresas que apoiam o progresso de produções sócio-ambientais. Em sua gama de produtos aposta em uma linha de vestidos feitos com tecidos reciclados, e mais linha de jeans, infantil, moda praia e até noiva.

Fachada de loja da Reformation em Miami || Créditos: Divulgação

Fachada de loja da Reformation em Miami || Créditos: Divulgação

“Sustentabilidade, para a Reformation, é muito menos focada na mensagem e mais focada em uma abordagem holística – de reação à quantidade de estoque necessária à quantidade de água usada na fábrica, em quanto tempo e energia são usados no transporte de mercadorias e por aí vai”, disse Mark Jarecke, diretor digital da marca, em entrevista ao site Digiday. “Isso só nos ajudará a aumentar nossa demanda”. Nota 10!

Compartilhe: