Marrakech ganha museu em homenagem a Yves Saint Laurent e a gente conta detalhes e mostra imagens

Foi nos anos 80 que Saint Laurent comprou o Jardin Majorelle em Marrakech, atualmente mantido pela Fundação Pierre Bergé-Yves Saint Laurent e que recebe visitantes todos os anos. Mas foi bem antes disso que o estilista, sinônimo de modernidade até hoje, se apaixonou pela capital do Marrocos, no Norte da África, mais precisamente em 1966. Tudo isso pra dizer que o estilista francês, que até hoje é motivo de inspiração de jovens e consagrados estilistas aqui e no exterior, ganha um museu totalmente dedicado a ele e projetado pelo Studio KO. Além de roupas, o espaço vai expor milhares de croquis feitos pelo estilista e fotos que marcaram a história do estilista e de sua marca.

São 4 mil m² que vão abrigar uma mostra permanente do estilista, além de uma biblioteca com 6 mil livros, um auditório e um café. Por lá, durante todo o ano, performances e recitais, conferências, exibição de filmes e leituras. Já no café, bebidas típicas marroquinas e receitas francesas, no melhor estilo dobradinha de sabores.

Paris, capital da moda, não fica de fora e receberá na Fundação Pierre Bergé-Yves Saint Laurent, que fica no antigo espaço da marca na Avenue Marceau, a exposição “Yves Saint Laurent’s Imaginary Asia”. Os dois museus vão reunir, no total, uma coleção com mais de 5 mil roupas e 15 mil acessórios de alta-costura.

Lembrando que o museu em Marrakech fica na rua Yves Saint Laurent e abre as portas ao público nesta quinta-feira. Chique demais! Abaixo, mais imagens do projeto! E aí, vamos colocar Marrocos nos planos de viagens?

Compartilhe: