Ida de Riccardo Tisci para a Versace sobe no telhado e o motivo seria o ego de Donatella

Depois de mais de um ano de especulação em torno da ida de Riccardo Tisci para a Versace, o rumor foi por água baixo definitivamente. O que sustentou a possibilidade durante tanto tempo foi o fato de Tisci ter uma amizade de longa data com Donatella Versace, que culminou na aparição dela na campanha de outono 2015 da Givenchy, além da admiração que Tisci tem pelo legado de Gianni Versace e da inclinação de Donatella por jovens designers em ascensão – a exemplo de Anthony Vaccarello e Christopher Kane, escalados para dar uma repaginada na Versus.

Donatella Versace na ncampanha de outono 2015 da Givenchy assinada por Riccardo Tisci || Créditos: Divulgação

Os rumores, alimentados inclusive pela turma da moda, começaram logo após a saída de Tisci da direção criativa da Givenchy, em fevereiro, depois de 12 anos ocupando o posto. Para a Givenchy, Tisci levou novo espírito, mais jovem, e deu força à marca com o alcance e o apelo de suas mídias sociais – só no Instagram ele tem milhões de seguidores.

Segundo reportou o portal “WWD”, a Versace declarou que Donatella Versace é a diretora criativa da empresa e que não há planos de mudar isso. O que leva a crer que haja um medo de que a pessoa de Riccardo Tisci acabasse aparecendo demais dos bastidores da marca, ofuscando a italiana, ícone do universo Versace. Em setembro, o “WWD” apurou que Kim Jones, diretor artístico da linha masculina da Louis Vuitton, estava sendo sondado pela merca. Bom, aguardemos os próximos capítulos!
Compartilhe: