Jonathan Saunders deixa direção criativa da DVF em menos de dois anos no posto

Dança das cadeiras no mundo da moda, de novo… Jonathan Saunders anunciou nesta sexta-feira sua saída da DVF. O estilista escocês, que encerrou as atividades de sua marca em dezembro de 2015, se juntou à DVF em maio de 2016 e desde então vinha emprestando seu famoso trabalho com cores e estamparia em todas as categorias de produtos da marca. Sua renúncia é imediata, tendo apresentado no início deste mês sua última coleção para a DVF.

A novidade chega dias após a fundadora da marca anunciar que planeja colocar parte da empresa à venda. A companhia está sem diretor executivo desde novembro de 2016, quando Paolo Riva deixou o posto.

“Sou grato pelo apoio de Diane [Von Furstenberg] e pela oportunidade de guiar essa marca icônica. Me orgulho de tudo o que realizamos nos últimos 18 meses”, disse Saunders em um comunicado oficial. “Agradeço ao incrível time por sua dedicação e apoio e continuarei a ser um amigo e admirador da marca.”

Jonathan Saunders para DVF

Diane acrescentou: “Sou muito grata à beleza do trabalho de Jonathan, o esforço e dedicação que ele colocou na DVF nos últimos 18 meses. Ele deixará uma importante e duradoura herança à marca.”

Depois de ver a coleção de primavera/verão 2018 que o escocês criou para a marca, inspirada em Andy Warhol, a top editora de moda Suzy Menkes reportou que Diane parecia ter encontrado um espírito amável em Saunders e que, em uma época em que muitas marcas estavam entregando o bastão criativo para novos designers, ele estaria se integrando bem ao DNA da DVF.

Segundo escreveu o portal “Business of Fashion”, o estilista teve alguns problemas em seu relacionamento com Diane durante o período em que dirigiu a criação da marca, já que a mesma permaneceu extremamente ligada à marca que leva seu nome durante todo o tempo em que ele ocupou o posto. Desde o início de seu expediente na empresa, Saunders insistiu que fosse copiado em todas as comunicações por e-mail de Diane e sua equipe, e até chegou a pedir que ela não fosse à sua primeira apresentação para a marca. Babado!

Diane Von Furstenberg com Jonathan Saunders

DVF ganhou fama nos anos 1970, quando introduziu à moda seu icônico wrap dress. Depois de anos de altos e baixos, a coleção dos vestidos foi relançada em 1997. O primeiro diretor criativo contratado da empresa, Yvan Mispelaere, deixou a companhia em 2012 após dois anos no posto, assim como Michael Herz, que ocupou o posto de 2014 a 2016.

O estilista escocês, conhecido por suas estampas e cores, trabalhou com Alexander McQueen, Christian Lacroix e Phoebe Philo depois que se formou na Central Saint Martins, em Londres, até que em 2003 lançou sua primeira linha durante a semana de moda de Londres. Vida que segue!

Compartilhe: