Tira essa mente da normalidade com três marcas de adereços de cabeça para Carnaval

Vamos dar o crédito a quem merece: a ideia desta pauta foi do editor de moda Cesar Fassina, e de quebra ele indicou três marcas ultrafinas para quem quer sair totalmente demais no Carnaval 2019. Anote e exploda a cabeça de ideias!

Davi Ramos é stylist e faz dupla com Flávia Pommianosky há muitos, muitos anos. “Nos meus trabalhos com styling sentia a necessidade de adornos de cabeça para finalização da imagem e assim comecei a desenvolver. Isso foi se expandindo após o encontro que tive com os desfiles de André Lima, que eu e a Flávia fazíamos o styling”, conta ele, que faz chapéus há quase 15 anos, mas lançou oficialmente seus produtos no mercado há três anos.

“Atendo muitas encomendas de outros stylists e artistas da cena noturna. No meu apartamento tenho uma sala reservada para atender sob medida e de acordo com o desejo de cada cliente. A produção é terceirizada com vários colaboradores que vão de bordadeiras, costureiras e por aí vai… de acordo com o material usado nas cabeças”, segue contando. A brasilidade é um assunto que interessa muito Davi. “E também desenvolvo as ideias muito através da matéria-prima que garimpo em viagens e no centro de São Paulo. As minhas referências são vastas porque a cada tempo tenho uma obsessão por um assunto. Já fui de Frida Kahlo a louças antigas do século 18”, termina.

Siga o Instagram de Davi Ramos.

A nome da marca Megalomalonika foi inventada por Juliana Cavalcanti de Siqueira “depois de um carnaval muito louca criando palavras que derivassem de Megalomaníaca. A Mega, como eu gosto de chamar, não é uma marca para as mais simples. Meus adereços são bem grandes, medem de 40-60 cm de altura e também são super leves pra permitir que a pessoa fique confortável por todo o tempo que usar”, diz ela, que confecciona sozinho cada peça, uma por uma.

“São únicas, exclusivas e demoram aproximadamente quatro horas para ficar prontas. Outro diferencial da Mega são os leds. TUDO da Megalomalonika tem leds. Brinco que purpurina é o novo preto e o led é a nova purpurina. Num Carnaval no qual as pessoas estão cada vez mais criativas e imponentes, acho importante se destacar. Já trabalho de forma independente com o Carnaval há três anos, mas esse é o primeiro em que eu construo uma marca.”

Suas influências vêm do cotidiano e… “meu processo criativo começa com os materiais disponíveis e inusitados como cabeças de bonecas e forminhas de cozinha. Tudo é muito intuitivo… vou misturando as formas, as cores e quando acho que exagerei, enfeito só mais um pouquinho e paro. Gosto dos excessos. Também me influencia a política, expressões da fala etc… Esse ano temos a cabeça Mamadeira de Piroka, 13 Estrelas, Bicho Grilo Rosa e Azul…”, continua Juliana, que neste ano está vendendo as peças pelo Instagram “e pelo boca-a-boca mesmo. Mas pretendo um dia participar de feiras, vender uma parte em lojas físicas… quem sabe um dia ter um showroom…? Tudo é possível!”. É MESMO!

Siga o Instagram da Megalomalonika.

A Yabah surgiu do desejo de Aloice C.Secco Caetano de voltar às origens e se manifestar em um transbordar de criatividade, conexão e beleza. “Só que esse transbordar aconteceu algumas semanas antes do Carnaval. Então a ideia primordial, que é trazer para o cotidiano acessórios interessantes para cabeça para ser usado no dia a dia, ficou em segundo plano e a necessidade das cabeças para o Carnaval teve um movimento mais forte de procura”, conta.

Como fez faculdade de escultura e pôs-graduação em arte tecnologia e design, Aloice conta que durante toda a vida trabalhou como designer desenvolvendo identidade visual e produtos para clientes e para seu escritório. “Foi fácil criar a marca e tudo que envolve produção e o lançamento de uma nova ideia. Yabah está pronta para nascer. O nome Yabah quer dizer ‘mãe rainha’, e conecta com a nossa origem brasileira, honrando as mulheres que perpetuaram em seu ventre seus filhos e filhas e a força do que nos faz hoje sermos essa grande diversidade”, explica.

A referência principal para esse lançamento das Yabah? “Circunda a natureza, a sutileza do que vem das flores, a beleza de um espaço em composição. Uma flor está para um galho o que está para uma cabeça. Relacionada a natureza humana com a natureza das flores, acho uma composição para cada peça. Seja em forma de raios, aura, jardim ou festa”, finaliza Aloice, que vende no Brands For You, na Rua Oscar Freire, e na Rua Beatriz, 54, casa 3, na Vila Madalena. Nas fotos de Tavinho Costa abaixo, a linda Michelli Provensi.

Siga a Yabah no Instagram.

Compartilhe: