No roteiro da semana tem niver de jornalista babadeiro, feira, exposição, show e muito mais…

Segunda é dia de pensar no que fazer na semana, tirar o mofo do corpo e do look e se encher de cultura e fervo com os programas mais legais em São Paulo, que andam circulando pelas redes sociais e no boca a boca. Anota no Moleskine porque é mais legal, tá?

O Club Jerome, buatinha pra quem tem pique de jovenzinho, convida para a festa de aniversário do jornalista Mario Mendes, um dos mais talentosos e festeiros de sua geração. Nesta quarta, dia 20/3, a partir das 23h30. “Uma noite pra dançar a nova e velha disco e house music, clima de celebração, dancinhas, encontro com amigos, pista animada, colocação e ferveção, unindo clubbers da nova e velha geração”, diz o convite. No line-up, o próprio Mario Mendes mais Nenê Krawitz, Eduardo Corelli e Felipe Venancio. Vai vendo…

A galeria Janaina Torres, que é mulher do jornalista Ubiratan Muarrek, sua dupla no projeto, convida a turma das artes para “Em Reforma: canteiro de obras”, que abre no dia 20 de março. Nela, “Andrey Zignnatto apresenta uma seleção de seus trabalhos mais recentes, produzidos e em diálogo com três diferentes culturas: no Brasil, no Peru e nos Emirados Árabes. Com obras que surgem de elementos prosaicos, facilmente encontrados em olarias ou construções sob as mãos de operários, o artista convida o espectador a refletir sobre a relação instável e dinâmica que o homem estabelece com o meio que o cerca”, diz o release. Lembrando que a Janaina Torres fica na Rua Joaquim Antunes, 177, sala 11. Bem lindo o espaço.

 

O projeto Experimentos Expandidos promove o diálogo da imagem em todas as suas vertentes como o cinema expandido, performances para tela, instalações audiovisuais e live cinema com o campo das artes visuais, num espaço onde o que vale é o risco, a experimentação, as tentativas e o processo de criação. Rola na Casa da Luz, no dia 21, das 19h às 02h. Muita arte e drinks mil. Dá pra conciliar? Claro.

“Explorar novas frequências a partir da eletrônica é a origem do Supersônica, projeto do Sesc Avenida Paulista. A programação, que acontece nos dias 15, 21, 24 e 30 de março, com bate-papo, performance, shows, curso e oficina, explora a música eletrônica experimental advinda da cena underground”, diz o convite deste agito que nesta edição convida artistas ligados ao coletivo NÁMÍBIÀ, que transitam entre artes visuais, música afro eletrônica e performática. Entrada gratuita, na Avenida Paulista, 119, no dia 21/3. Confia a programação:

14h RODA DE CONVERSA: AFROFUTURISMO: perspectiva negra com Misael Franco aka Euvira
15h30 OFICINA: Design de Figurinos e Instalação Corporal com Léo Teófilo
19h30 PERFORMANCE: 3019 com Euvira Euvira
20h30 SHOW: Aretha Sadick

Publicado por coletividade.NÁMÍBIÀ em Segunda-feira, 18 de março de 2019

O Teatro Sergio Cardoso, na Bela Vista, é um lugar que a gente precisa visitar mais e mais vezes pelos seus programas legais. Rola por lá a Cria – Cia Suave, MITbr, São Paulo, no dia 23/03. “A ‘dancinha’, estilo de dança urbana carioca derivada do passinho, serviu de inspiração para o grupo. A peça explora uma mistura de afeto e sensualidade por meio do entrelaçamento do funk com a dança contemporânea, além de investigar os cruzamentos entre os conceitos de criação a partir de perspectivas distintas: como conceber um espetáculo, inventar uma técnica tão nova como o passinho, considerado patrimônio imaterial do Rio de Janeiro em 2018, e criar filhos, principalmente sob a ótica da paternidade. O trabalho, que envereda pelas linguagens artísticas periféricas e destaca a diversidade cultural, inclui, ainda, a dança afro, o afrofunk, o contato-improvisação e uma elaborada pesquisa sonora”, diz o convite. Das 17h às 18h, na Rua Rui Barbosa, 153. Ingressos de R$ 20 a R$ 40. Compre aqui.

Artur Lescher (São Paulo, 1962) ganha exposição no dia 23/03 na belíssima Pinacoteca de SP, reunindo mais de 30 anos de pesquisa divididos em três eixos/salas: (1) Narrativas líquidas, que trata das potencialidades e dos desafios dos materiais; (2) Suspensão, sobre a verticalidade na escultura; e (3) Engenharia da memória, que apresenta a investigação do artista em direção à uma reescrita e construção imaginária da cidade. Tipo genial.

Printa-Feira é a feira de arte impressa autoral e de publicações alternativas do Sesc 24 de Maio. “Ela chega à sua terceira edição dentro do FestA – Festival de Aprender. O projeto traz mais de 500 atividades gratuitas nas 39 unidades do Sesc-SP e que busca instigar públicos de todas as idades a aprender, testar e aprofundar técnicas e linguagens artísticas no mesmo final de semana”, diz o texto de apresentação. Cada unidade aborda um tema específico e no caso do Sesc 24 de Maio é a MADEEEIRA!, focado em artistas que trabalham com xilogravura, técnicas artesanais e a materialidade do papel. Tudo à venda, com preços especiais. A lista de editoras, coletivos e artistas que participarão está aqui.

“Pelo segundo ano consecutivo, a Women’s Music Event Conference se despede com um festão de arromba. Ano passado, após um show lindo de abertura do Bloco Pagu, um paredão de minas rappers composto por Drik Barbosa, Mariana Mello, Clara Lima, Lurdez da Luz e finalmente Karol Conka fez a alegria de mais de 4.500 pessoas que passaram pela rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto e aproveitaram o dia de sol, a boa música e a companhia dos migues. Este ano o line-up foi mais longe no ecletismo: a festança reúne a rainha da dancehall Lei DI Dai com suas rimas malemolentes, dois furacões do novo rap nacional, as cantoras Bivolt e BrisaFlow, a maravilhosa Linn da Quebrada que toca em São Paulo depois de um aclamado show em Berlim, e finalmente a sensação do rock indie brasileiro, Carne Doce, com sua poderosa vocalista e letrista Salma Jô na linha de frente”, explica o convite. Curtiu? Rola no domingo, dia 24/3, na rua Doutor Virgilio de Carvalho Pinto (em frente À House of All). Grátis!

No dia 26 de março, o MIS inicia um novo programa mensal: o Ciclo de Cinema e Psicanálise. “A sessão tem início às 19h e traz em sua primeira edição o filme ‘O Confeiteiro’ seguido de debate com o psicanalista convidado Tiago da Silva Porto. A entrada é gratuita e o evento acontece no Auditório MIS (172 lugares). Para participar basta retirar o ingresso a partir das 18h na Recepção do Museu”, diz o convite. Mesmo que você já tenha assistido ao filme, vale a pena discutir depois todos os detalhes e entrelinhas deste filme maravilhoso e libertador. Com o psicanalista Tiago da Silva Porto e Guilherme Genestreti, repórter da Ilustrada. Entrada gratuita. Ingressos distribuídos uma hora antes na Recepção MIS.

Compartilhe: