A riviera monocromática e minimalista da Rócio Canvas

O DNA sóbrio e austero da Rócio Canvas ganhou um novo olhar nessa temporada. É como se o estilista Diego Malicheski viajasse à uma riviera e reproduzisse tudo ao seu ponto de vista. Quem conhece a marca sabe do histórico minimalista, alongado e fluído de suas peças e, ao colocar pontos de cores nessa equação, a Rócio Canvas ganha muitos pontos.

O desfile começa com os looks monocromáticos que já conhecemos, aqui com novas técnicas de alfaiataria e moulage, experimentando com lenços que se tornam saias, cintos e tops. O tricô, outro destaque, aparece em blusinhas transparentes e a única estampa da coleção é localizada em um vestido e um top amplos e alongados.

Ao pensar em cores, Malicheski escolhe tons vivos para iluminar sua paleta. Rosa choque, amarelo e azul-turquesa colorem calças, terninhos e camisas que se adaptam bem tanto para a cidade quanto para as férias al mare. Seu DNA urbano, mesmo que não seja o foco da coleção, está sempre presente. Apesar de escorregar na edição dos looks, essa coleção mostra uma bem-vinda evolução para a Rócio Canvas.

 

– 

A jornalista Giuliana Mesquita foi convidada para escrever sobre todos os desfiles da 45ª Casa de Criadores. Sua opinião não reflete necessariamente o pensamento do evento.

 

Compartilhe: