Weider Silveiro homenageia o estilista Anastácio Jr. com coleção sobre a Grécia

Para seu verão 2020, Weider Silveiro decidiu olhar pra trás e homenagear Anastácio Jr., estilista com quem trabalhou anos atrás. “Fiz um exercício de pensar o que eu gostaria de ver nas araras da minha loja, se eu tivesse uma”, conta. Para isso, limpou a imagem que costuma apresentar, focou em técnicas que já conhece e apresentou peças mais simples.

Sua maior inspiração foi a Grécia e a coleção de Anastácio sobre o tema. “Tentei dar meu olhar à uma estética que ele gostava e reinterpretar agora, em 2019”, explica o estilista no backstage. Silveiro usa dos plissados em calças, camisas e vestidos para emular os drapeados das estátuas gregas. Misturando essa referências ao streetwear, constrói calças e saias clochard jeans em looks monocromáticos. Esse mix entre uma moda de rua e outra mais elegante é o ponto alto dessa coleção, principalmente os vestidos-camisa com estampas localizadas, plissados e barra assimétrica.

Com casting 100% negro, Weider desafia as imagens da época. “Nunca entendi porque as mulheres negras não eram representadas nas pinturas e esculturas gregas, sendo que a África fica ali do lado. Não existiam negros na Grécia antiga? Qual era o papel da mulher negra nessa sociedade?”, questiona. Apesar de um viés político, que sempre faz parte de seu trabalho, o estilista diz que a escolha é mais estética, é um treinamento para tirar o preconceito estético do nosso olhar, de uma vez por todas.

 

– 

A jornalista Giuliana Mesquita foi convidada para escrever sobre todos os desfiles da 45ª Casa de Criadores. Sua opinião não reflete necessariamente o pensamento do evento.

Compartilhe: