A delicada coleção masculina de Jorge Feitosa

Sentir-se pressionado por uma ideia, pressurizado, de modo a ser anulado é o ponto de partida da coleção Inverno 2020 do designer Jorge Feitosa, que é responsável pelo desenho, modelagem e costura de todas as peças da coleção, fortalecendo assim o seu papel de costureiro. Cápsulas podem proteger, mas também conter. Depende do que está fora ou dentro. Na coleção, Jorge usa a ideia de cápsula para convidar ao sentimento de sair de dentro dela. “Só assim penso que podemos criar as constantes novidades do mundo”, conceitua o designer. “Permanecer estático, para muitos, é sinônimo de segurança, mas acredito que a nossa evolução depende do movimento, da mobilidade e do hibridismo que podem gerar a mutação infinitamente orgânica. Mesmo o que é estático cria uma relação de mudança com o que está à sua volta. Adaptar, aderir, misturar, são ações estabelecidas na Natureza, como nos ensina a Biomimética, atuando inclusive no campo da Inteligência Artificial, a partir do estudo e observação de algo que a humanidade rejeita: a diversidade”, finaliza Jorge Feitosa. Viva o diferente.

Fotos Marcelo Soubhia/Fotosite

Vídeo do desfile de Jorge Feitosa na 46ª CDC
Compartilhe: