Cho.Project estreia com homenagem poética aos pescadores

A estilista Josephine Cho definiu sua coleção, chamada “Naneun Eobu” ou “Eu Pescador” como uma extensão dela mesma. Para a apresentação de estreia de sua marca, a Cho Project, resgatou memórias que foram traduzidas em palavras, imagens e, finalmente, em indumentária.

Com a palavra, Josephine Cho:

“A memória é rala mas os sentidos não falham. O cheiro da maresia abraça os odores que permeiam o mercado de peixes que acontece ali mesmo, há alguns passos do porto de onde chegam as cargas pesqueiras. Consigo ouví-los (os pescadores) berrando em busca da clientela, dos fregueses que chegam pela madrugada em busca da melhor mercadoria. Entre elas, senhorinhas semi-corcundas com um lenço enrolado na cabeça. A sensação é abafada e úmida. Robustos e um tanto sem delicadeza, pescadores transitam de um lado ao outro descarregando bacias cheias de peixes de seus barcos”.

“Transcrevo através dessas memórias, desenhos em forma shapes, silhuetas, mangas e calças cocoon. “Naneun eobu” retrata pessoas que dependem do mar para sobreviver. Compartilho aqui um pouco da essência de famílias do mundo ou, pessoas do mar. De homens e mulheres cuja vivência é diretamente influenciada pelas marés e pelos cardumes de peixes.”

Fotos: Marcelo Soubhia/Agência Fotosite
Vídeo do desfile da marca Cho.Project na 46ª CDC
Compartilhe: