LINE UP    BLOG    ARQUIVO    INFO









Kimiko and the Killer Tree

Um conto genealógico


Kimiko nasce de uma árvore monstro e cansada de seus abusos foge, mas leva consigo cicatrizes, estigmas, o peso do silêncio.
Sementes germinadas em sua pele. Abordo de maneira ""folclórica"" uma história real muito presente no meu imaginário infantil. É muito difícil tratar desse assunto para mim, mas sempre quis fazer diferente por ela, Kimiko. Nunca tive uma versão factual do ocorrido,  então isso cercou a minha infância com ares de um conto de terror e foi dessa maneira que escolhi compor a coleção, ilustrando um conto que registra a trajetória de uma pessoa abusada, suas cicatrizes que nunca fecham e o desfecho que o silêncio causa. Kimiko é a minha bisavó, veio de Kobi, Japão, ainda muito nova, mas já trazendo na pele as cicatrizes do silêncio milenar. Assim como tantas outras crianças, Kimiko morava com seu monstro, seu abusador, seu avô, que apoiado por um sistema patriarcal pôde abusar, engravidar, e ter seu crime encoberto. A identidade da criança foi revelada somente décadas após o crime, ela foi criada como irmã pela família refém e aliada do regime do silêncio. Minha bisavó recebeu o peso da semente podre e nada se sabe da vida de impunidade que o avô dela viveu, ele pôde viver livre, sem estigma. A Kimiko que eu conheci faleceu após lutar contra o câncer. Pesquisando anos depois sobre a ligação psicossomática entre abuso infantil e o câncer, me assustei com os resultados, dezenas de histórias de pessoas acometidas pelo câncer haviam também sido abusadas na infância.
Veio então a vontade de não mais acobertar essa história, que sigo ouvindo se repetir em outras famílias.
Ilustrei oito capítulos do meu folclore pessoal, que estão presentes nas costas de cada look, contando um infeliz ciclo de tragédia entre Kimiko e a árvore genealógica. Todas as peças foram pintadas à mão, temos broches de cerâmica remetendo as sementes do conto, e a passagem de cores também tem o propósito de dar o tom de cada capítulo, assim como a performance, no fashion film, inspirada no balé butô. Kimiko e tantas outras crianças não podem continuar sendo silenciadas até que finalmente haja uma manobra educacional anti abuso para erradicar esse, que parece ser um problema quase que genético de tão constante na sociedade."

Direção: Kaique Xavier / Assistente de direção: Marcella Maium / Direção de arte: Marcella Maiumi,Kaique Xavier e Julia Quesada / Edição: Kaique Xavier / Captação: Renato Oliveira e Kaique Xavier / Fotografia: Renato Oliveira e Kaique Xavier / Iluminação : Nara Zocher / Styling: Julia Quesad / Assistentes: Marcia Maiumi, Isabella Naomi e José Henrique / Beleza: Isabella Naom / Performer: Tiemi Tamura / Acessórios: Mariana Caru / Apoios e Agradecimentos: Casa de Criadores e Centro Cultural de São Paulo / Patrocínio: Santanense e Innovativ / Calçado: Estilo Veggie Shoes / Trilha: Grittifi-Tree